quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Tu!

Sinto a tua falta!
Nem fazes idéia do quanto sinto falta de ti!

         A todos os momentos invedes o meu pensamento. Lembro-me do que fazíamos, das nossas conversas, das nossas saídas, dos nossos momentos , de tudo ... Mas acabou! Tu estragaste tudo, magoaste-me muito! Mentiste-me, repetidamente, quando não tinhas razões para o fazer,só queria proteger-te... mas não quiseste e eu perdi toda a confiança em ti!
         A nossa ligação foi muito forte, um sentimento de proteção apoderou-se de mim e tinha necessidade de te proteger, de cuidar de ti, de te levar para bons caminhos... mas não consegui, tornaste-te numa má influência, na qual só a tua própria pessoa é que interessava. Não resoltaria nunca!
          Não sabes a falta que me fazes! Já não suporto ouvir o teu nome, ouvir as pessoas a perguntarem por ti... ouvir aquela musica que tanto gostavas e que era a tua imagem de marca. Doí de cada vez que penso, ouço e falo!
          Não suporto mais ouvir falar do que se passou entre nós, de que erreie não devia ter acontecido. Talvez, até, tenha sido bom ter acontecido, para mais uma vez aprender que não devo acreditar e confiar nas pessoas logo à primeira, tudo leva o seu tempo e eu não soube esperar pelo momento certo.
          O meu coração aperta cada vez que tudo isto acontece, porque, apesar de tudo, contínuo a gostar de ti, a precisar de ti, a sentir a tua falta, a necessitar da tua presença... Mas não posso, tenho de esquecer tudo!
 
Amo-te , mas não posso voltar ao que eramos!
Tudo mudou, tudo muda... mas tu não!

Sem comentários:

Enviar um comentário